Tipos de Chapéu

O chapéu de cowboy

_

O chapéu de cowboy é uma peça de vestuário definitiva que foi herdada do Velho Oeste. Sinônimo do cowboy da América do Norte, foi projetado em 1863 por John B. Stetson, baseando-se em influências da cultura mexicana. Embora o estilo atual de chapéu de cowboy não seja idêntico ao estilo originalmente fabricado por Stetson (conhecido como “Boss of the Plains”), o moderno chapéu de cowboy permanece basicamente inalterado na construção e no design.

A durabilidade e a resistência à água do Stetson original obtiveram publicidade adicional em 1912, quando o navio de guerra USS Maine foi erguido do porto de Havana, onde havia afundado em 1898. Um chapéu Stetson foi encontrado no naufrágio, que havia sido submerso na água do mar por 14 anos. O chapéu havia sido exposto a gosma, lama e crescimento de plantas. No entanto, o chapéu foi limpo e parecia não estar danificado.



Mas, se você se sentir intimidado pela grande variedade existente, estamos aqui para ajudá-lo. Portanto, não se sinta perdido! Aqui está um curso intensivo sobre o maravilhoso mundo dos chapéus de cowboy …

O design do chapéu de cowboy

O design original do chapéu de cowboy tinha uma coroa alta e arredondada e aba larga e plana, normalmente feita de feltro, palha ou mesmo couro. O interior do chapéu é equipado com uma faixa de suor simples para ajudar a estabilizar o chapéu enquanto estiver sendo usado.

A personalização do chapéu começa no vinco da coroa e no rolamento da borda, isso dá ao chapéu moderno uma diferenciação de estilo. Às vezes, uma faixa decorativa é adicionada ao chapéu para ajudar a acentuar suas características. Os chapéus de cowboy podem ser fabricados em qualquer cor, mas os chapéus de cowboy mais tradicionais apresentam tons de bege, marrom ou preto. Originalmente, os chapéus de feltro eram destinados ao uso no inverno (proteção contra umidade e frio) e palha para o verão (proteção contra o calor e o sol), o que é lógico.

Os chapéus de cowboy mais modernos geralmente são adornados com arcos ou fivelas presas ao lado esquerdo da faixa do chapéu. Isso, a certa altura, serviu a um propósito prático, já que a maioria das pessoas era destra, na ausência de uma aba larga, os ornamentos adicionais poderiam interferir no uso de uma arma ou laço. O chapéu moderno rapidamente passou de funcionalidade e praticamente para uma declaração de moda quando os filmes de faroeste se tornaram conhecidos. Artistas como Tom Mix e John Wayne influenciaram o mercado de chapéus, tornando-o elegante e moderno.


Significado do estilo do chapéu de cowboy

O chapéu de cowboy de hoje permaneceu essencialmente inalterado em construção e design desde a primeira criação da Stetson. O chapéu de cowboy rapidamente desenvolveu a capacidade, mesmo nos primeiros anos, de identificar seu usuário como alguém associado ao Oeste. Dentro de uma década, o nome John B. Stetson tornou-se sinônimo da palavra chapéu em todos os cantos e culturas do oeste do Mississippi.

A forma da coroa e da aba do chapéu era muitas vezes modificada pelo usuário para se proteger das intempéries ou por moda, sendo amolecida em vapor quente, modelada e deixada secar e esfriar. O feltro tende a permanecer na forma que seca. Devido à facilidade de personalização, muitas vezes era possível dizer de onde era um chapéu, até o mesmo rancho, simplesmente olhando o vinco da coroa.

A mística do Velho Oeste foi popularizada por personalidades como Buffalo Bill e filmes estrelados por atores como Tom Mix, o chapéu de cowboy passou a simbolizar o oeste americano. John Wayne os batizou como o chapéu que venceu o Oeste. O design do Boss of the Plains influenciou vários chapéus de abas largas usados ​​por fazendeiros em todo os Estados Unidos.


Como determinar o estilo

Normalmente, o vinco em um chapéu de cowboy confere ao chapéu um caráter individual e ajuda a identificar o usuário de sua subcultura específica. Funcionalmente, o vinco ajuda a vestir ou remover o chapéu, agarrando-o pela coroa, em vez da borda. Para o usuário comum de chapéu, essas mudanças podem não parecer muito, mas cada estilo carrega seu próprio significado e funcionalidade individuais que ajudaram a transformar o chapéu de Cowboy no que é hoje. Abaixo estão alguns exemplos de vincos populares:


Cattleman

O vinco mais tradicional e mais conhecido, o Cattleman, é o vinco mais antigo encontrado no chapéu estilo cowboy. Esse estilo começou quando os proprietários de fazendas queriam uma diferenciação do visual do peão de rodeio. O Cattleman apresenta uma coroa mais alta, mas mais estreita, tipicamente entre quatro e cinco polegadas de altura, um único vinco no centro da coroa com duas dobras ao lado.

Funcionalmente, a coroa maior era usada durante ventos fortes ou chuva, pois o vaqueiro afundava ainda mais o chapéu sobre a cabeça para que não se soltasse e caísse. O vinco Cattleman não é exclusivo dos chapéus de feltro, pois muitos fabricantes adotaram o estilo nas linhas de chapéus de palha. O chapéu Cattleman tem pequenas variações de estilo, dependendo do usuário. Uma das mudanças estilísticas mais populares foi denominada chapéu Gus. Aderindo a todos os vincos tradicionais que compõem Cattleman, o chapéu Gus tem a frente da coroa apertada quase dando
ao chapéu uma aparência de estilo outback.


Pinch Front

O vinco Pinch Front abrange duas coroas de estilo comum, a coroa de gota e a coroa de diamante; ambos os estilos são tipicamente vistos em chapéus formais, trilbys e outback. O chapéu Pinch Front difere do típico Fedora, pois a aba é geralmente maior e ostenta o tradicional estilo Cowboy. Alguns Chapéus Pinch Front assumem a forma e o formato do chapéu tradicional do estilo outback, já que o “Chapéu de Cowboy” e o “Chapéu Outback” quase se fundiram em um estilo. As mulheres tendem a preferir a coroa Pinch Front do que o outro vinco tradicional dos Cattleman. A frente de pinça tende a acentuar as linhas mais estreitas e mais delicadas da mandíbula e pode ajudar a tornar o rosto do usuário mais fino.


Montana/Tom Mix

O vinco de Montana deriva do estado que leva o seu nome, Montana. Este vinco em particular é semelhante ao Cattleman com algumas diferenças distintas. Os recuos nas laterais da coroa são menores e menos pronunciados do que na parte de trás da coroa. O dente central é mais pronunciado e comprimido na frente, mas muito menos pronunciado na parte de trás da coroa. Isso cria a aparência de que a coroa do chapéu se inclina para baixo até um ponto e atinge o alto nas costas; enquanto a aba segue o tradicional estilo Cattleman.

Nas partes do norte dos Estados Unidos, esse chapéu é considerado o chapéu de cowboy americano, pois por muito tempo esse estilo era exclusivo de Montana e de condados próximos às linhas estaduais. O vinco Tom Mix é uma variante do Montana, com uma pegada mais pronunciada na frente da coroa e uma aba com uma elevação de ½ polegada. Tom Mix estabeleceu o precedente para a maioria dos chapéus da moda durante os anos 20 e 30 como um ícone de Hollywood. Ele é considerado o astro original do filme de cowboys e influenciou a moda que levaria presidentes e primeiros-ministros de sua época tentarem imitar seu visual estilístico. Ao lado de John B Stetson, Tom Mix é um dos mais influentes usuários de chapéus de cowboy até hoje.


Telescope/Gambler

O vinco Telescope, ou Gambler, deriva dos Cowboys mexicanos ou “Charros” que viajaram do México para Nevada para trabalhar. A altura inferior da coroa impede o acumulo de ar quente, tornando-o um chapéu mais frio, e a aba larga e plana oferece excelente proteção solar. O Telescope é semelhante ao Bolero e é mais comumente feito de pele ou feltro de lã. Muitos outros estilos de chapéus são derivados do Telescope, um dos chapéus mais conhecidos é o Porkpie que ficou famoso pelo personagem de Brian Cranston na série Breaking Bad. O Telescope é mais ou menos sem vincos, pois a coroa é completamente arredondada no topo com um pequeno recorte circular no meio da coroa, emulando a aparência de uma lente de um telescópio. Sua funcionalidade superava sua moda, pois foi construída para trabalhos pesados ​​ao sol.


Open Crown

O vinco Open Crown é apenas um nome formal, pois a coroa do chapéu é completamente arredondada e carece de vinco. A coroa se assemelha mais a um sombreiro e foi conhecida como o “chapéu de 10 galões”. Acredita-se que esse termo tenha se popularizado quando os criadores de gado e fazendeiros do Texas e do Sudoeste se encontraram com os vaqueiros mexicanos que usavam chapéus com chapelaria trançada – chamados “galóns” em espanhol. O sombreiro “10 galón” era um chapéu com uma coroa grande o suficiente para acomodar 10 fitas. A aba do chapéu ostenta o sombreiro tradicional com uma pequena elevação de ½ polegada na aba ou o estilo Cattleman nas laterais da aba.


Cutter

O vinco Cutter visto nos chapéus de cowboy é um vinco Cattleman modificado. Nos anos 70, o vinco Cutter tinha saliências no vinco lateral da coroa do chapéu. As saliências na coroa davam aos cortadores mais espaço para a cabeça em seu chapéu ao se apresentarem em um cavalo na arena.


Biggs

O vinco de Biggs tem uma coroa Cattleman modificada e uma aba quadrada com os lados levemente puxados para cima.


Dakota/Bull Rider

O Bull Rider tem uma coroa ampla e os lados levemente inclinados. Qualquer chapéu de coroa aberta pode ser vincado ao vinco do Bull Rider. Era conhecido na década de 1970 como o vinco “RCA” (Rodeo Cowboy Association) . O vinco RCA resultou de um vinco chamado vinco canadense. O vinco canadense tinha uma coroa alta e quadrada. Os peões de touros, usavam suas coroas mais curtas do que o vinco canadense, tinham um vinco mais amplo no chapéu, o que tornava a coroa mais curta.


Gus

O vinco Gus é um vinco popular e existe desde o século XIX. Os cowboys do velho oeste gostavam do vinco Gus em seu chapéu, porque podiam agarrar a parte estreita da coroa do chapéu e se curvar diante das damas. A coroa do chapéu tem uma inclinação dramática de trás para frente e ainda é usada por muitos cowboys hoje.


Diamond

O chapéu Diamond é semelhante ao Pinch Front, mas também está preso na parte de trás, criando uma forma de diamante se você estiver olhando para o chapéu de cima, daí o nome.


Brick

O chapéu estilo Brick se parece com o tradicional chapéu vintage, com uma forma como o popular Cattleman, com a aba enrolada na frente, fazendo com que o chapéu assuma uma forma de gota. Mas o que diferencia o Brick é sua coroa quadrada e vinco de forma retangular no topo, que parece um tijolo.


No Brasil temos também nossos chapéus típicos como:

Gaucho

pantaneiro

muladeiro

nordestino

Conclusão

Além de beleza e funcionalidade, eles devem oferecer segurança. Isso porque uma das intenções é usá-los para lidar no campo, e o encaixe perfeito na cabeça é fundamental. Chapéus resistentes, bonitos e confortáveis fazem parte de uma traia ajeitada e são tudo que o cowboy precisa para trabalhar, montar ou festar. Sendo assim, escolha os seus com muita atenção para usufruir toda comodidade que eles podem oferecer.

Comente sobre o artigo